Mudança em regra permite Google excluir conteúdo do Gmail sem sua permissão


O Google mudou seus termos em 1º de junho, permitindo que a gigante da tecnologia dos EUA exclua todo o conteúdo das contas sem a necessidade da aprovação do proprietário.

A nova política de armazenamento afetará qualquer pessoa com uma conta do Google que esteja inscrita no Gmail, Google Photos e Google  Drive - incluindo Documentos e Planilhas Google.

No entanto, o conteúdo dos usuários só será removido se suas contas estiverem inativas por dois anos ou se eles excederem o limite de armazenamento da conta também por esse prazo:
  • Se uma conta exceder a cota por dois anos, todo o conteúdo dela poderá ser excluído pela Google.
  • Se uma conta estiver inativa por dois anos em um dos produtos que consome armazenamento (Gmail. Google Photos ou Google Drive), todo o conteúdo dessa conta poderá ser excluído pela Google. 
Os usuários foram avisados pela primeira vez sobre as mudanças no final do ano passado.

Os usuários serão informados antes que o conteúdo seja excluído

Em um e-mail, o Google informou aos usuários que “todo o seu conteúdo pode ser removido” por meio de novas políticas de armazenamento que colocam a empresa “em linha com as práticas da indústria”.

A mensagem dizia: “Se você estiver inativo por dois anos no Gmail, Drive ou Photos, podemos excluir o conteúdo do(s) produto(s) em que você está inativo. Se você exceder o limite de armazenamento por dois anos, poderemos excluir seu conteúdo do Gmail, Drive e Photos.”

O Google disse que entrará em contato com os usuários que não usaram esses aplicativos online várias vezes antes de excluir qualquer conteúdo.

A empresa também trouxe outra mudança significativa em 1º de junho que afeta o Google Photos e, por tabela, também o Gmail, pois o espaço de armazenamento da conta Google é compartilhado entre o Google Photos, o Gmail e o Drive.

O que exatamente muda com a nova política de armazenamento do Google?

O Google Photos permite que você crie uma cópia de backup de fotos e vídeos para poder consultá-los de qualquer dispositivo. Usar este serviço sempre foi gratuito e continuará a ser. O que os usuários têm de pagar em certas ocasiões é pelo armazenamento. Até agora, o Google permitia que salvassem todas as fotos e vídeos que desejassem gratuitamente. Não exigia nenhum limite e apenas colocava uma condição: que ao invés de salvar a cópia original das fotos e vídeos, uma versão compactada deles fosse armazenada. Era o que o Google costumava chamar de salvar fotos em “alta qualidade” e agora chama de “economia de armazenamento”.

Mas a maioria dos usuários não pode mais desfrutar desse armazenamento ilimitado. De agora em diante, tudo que for carregado no Google Photos - independentemente de ter sido salva uma cópia original ou uma versão compactada - vai ocupar espaço. O Google dá a cada usuário 15 GB grátis para seu serviço de e-mail do Gmail e seus serviços de armazenamento do Drive e do Google Photos. Se os três juntos ultrapassarem 15 GB, será necessário pagar uma assinatura ou apagar os arquivos.

Devo me preocupar se fiz upload de imagens para o Google Photos antes de 1º de junho?

Se as fotos foram salvas antes desse dia, não há nada com que se preocupar. Essas alterações afetam apenas as imagens que são enviadas para o Google Photos a partir de agora. Nas próprias palavras do Google, “isso significa que fotos e vídeos copiados antes de 1º de junho de 2021 continuarão a ser considerados gratuitos e isentos do limite de armazenamento”.

Para mais detalhes e para saber como agir para evitar a exclusão dos dados da sua conta do Gmail, confira o artigo Os dados das contas Google inativas serão excluídos. Como evitar?





Comentários

In-feed

Também pode lhe interessar:

Postagens mais visitadas deste blog

Como recuperar uma conta Google/Gmail - Passo a passo

Proteja sua conta do Gmail em 4 passos

A conta do Gmail não está recebendo e-mails? Veja como corrigir

Dicas e sugestões para recuperar sua conta Google/Gmail

Perguntas frequentes sobre recuperação da conta Google/Gmail